• Vacinação Raiva

    Em Portugal é obrigatória a vacinação antirrábica. Deverá ser administrada a partir dos 4 meses e repetida anualmente.

  • Alimentação Papagaios

    Uma das principais causas de doenças em papagaios são aquelas provocadas por deficiências e indiscrições alimentares.
    Prefira as dietas comerciais. Com elas conseguirá oferecer ao seu papagaio todos os nutrientes e vitaminas que ele precisa de uma forma completa e equilibrada.

  • Higiene Oral

    Tente escovar os dentes do seu cão ou gato diariamente. Assim conseguirá manter a sua boca e dentes saudáveis.
    Não se esqueça que para isso deverá usar escovas e pastas específicas para a espécie.
    Caso a escovagem não seja possível poderá recorrer a biscoitos/barras dentais ou elixires.
     

  • Dirofilariose

    A Dirofilaria ou "verme do coração" é um parasita transmitido por mosquitos comuns que , em casos extremos, pode provocar problemas cardiacos e mesmo a morte. A sua prevenção é essencial!

    Aconselhe-se junto do seu Médico Veterinário

  • Castração

    A Castração cirurgica nos machos (orquiectomia) e a esterilização cirurgica nas fêmeas (ovariohisterectomia) ajuda a prevenir, tratar e evitar algumas doenças (cancro da mama, tumores testiculares, infecções do útero, etc). Aconselhe-se junto do seu Médico Veterinário

  • Vacinação

    Não subestime a importância da vacinação do seu animal. Muitas das doenças que as vacinas podem prevenir são graves, sendo algumas incuráveis e fatais.

  • Automedicação

    Tal como nos Humanos, a Auto-Medicação para os nossos animais deve ser evitada.

Vacinação Cão e Gato

 

Sabia que…

A vacinação tem como objectivo a prevenção de doenças infecciosas que podem ser potencialmente graves ou até mesmo fatais, sendo um dos cuidados mais importantes a ter com o seu amigo de 4 patas.

O organismo do seu animal de estimação reage às vacinas administradas produzindo defesas específicas para aquelas doenças (resposta imunitária). Assim, e para assegurar uma resposta imunitária adequada é necessário que o seu amigo esteja saudável aquando da vacinação, devendo ser realizado previamente um exame clínico rigoroso por um Médico Veterinário.

O tipo de vacinas administrado a cada animal depende de critérios como espécie, idade, habitat, vacinação prévia, localização geográfica, entre outros. O protocolo vacinal será especificamente formulado para o seu amigo, pelo seu Médico Veterinário.

Ao primeiro conjunto de vacinas que são administradas, em cachorros e gatinhos, com intervalos de 3 a 4 semanas, chamamos primovacinação. Depois de esta estar concluída é necessário fazer reforços anuais ou trianuais, de acordo com o protocolo vacinal. Para garantir uma primovacinação eficaz e para assegurar uma imunidade duradoura e permanente, os reforços deverão ser cumpridos o mais fielmente possível.

Nos cães, a primovacinação inicia-se habitualmente entre as 6 e as 8 semanas de idade, sendo as vacinas mais comuns as que os salvaguardam de doenças como Parvovirose, Esgana, Leptospirose, Hepatite viral. Existem também vacinas para situações mais específicas como Tosse do canil, Babesiose, Leishmaniose, etc.

A primovacinação dos gatos inicia-se geralmente às 8 semanas de idade, protegendo-o contra doenças como Panleucopénia, Calicivirose, Clamidiose, Rinotraqueite Felina, Leucose Felina.

Em Portugal, é obrigatória a vacinação antirrábica (“vacina contra a raiva”), devendo a primeira ser administrada entre os 4 e os 6 meses de idade e sendo repetida anualmente.


RECEBA A NOSSA NEWSLETTER
VIA EMAIL: SAIBA QUAL A FARMÁCIA
DE SERVIÇO MAIS PERTO DE SI.

CLIQUE AQUI »


Web Design: New Media Design